códigos

Deixe seu comentário e dúvida abaixo!

Conteúdo Publicitário

NEUROCIÊNCIA DA FACE HUMANA

O idioma das emoções

Caro leitor, cara leitora,

Você sabia que as emoções já foram codificadas e podem ser identificadas na face humana?

Todos nós já somos aptos a ler as emoções estampadas no rosto das pessoas. É muito fácil perceber se uma pessoa está com raiva, triste ou feliz, não é verdade? Mas será que conseguimos ler essas mesmas emoções quando estão sendo escondidas?

Pois é, é essa a questão!

Muitas vezes queremos ocultar o nosso estado emocional. Os motivos são os mais variados possíveis, você pode imaginar...

As micro-expressões, ao contrário das macro-expressões, aparecem na face humana e se mantém lá por menos de 1/2  segundo, dificultando sua identificação por olhos não treinados.

Mas e se você pudesse...

  • Ver no rosto do seu filho a tristeza que ele esconde de você...

  • Ler o desprezo de uma pessoa quando você fala de uma conquista pessoal...

  • Se antecipar diante de uma ameaça, identificando os códigos da raiva no rosto de um hostil...

  • Detectar um sorriso de satisfação diante de algo moral e eticamente reprovável...

  • Identificar contradições quando alguém lhe conta algo como verdade absoluta...

  • Perceber na face do seu aluno que ele não entendeu o que você acabou de explicar…

  • Localizar distorções no discurso de um candidato/colaborador quando esse é perguntado sobre um fato...

A BASE CIENTÍFICA
Até bem pouco tempo atrás afirmar, cientificamente, que seria possível identificar estados emocionais na face humana era impensado. Mas foi com o espírito inovador do Dr. Paul Ekman que isso tudo foi revelado ao mundo.

Ekman (inspiração para a criação da Série Lie To Me, disponível na Netflix) descobriu que as 7 emoções básicas são universais, independente da cultura, e que é possível codificá-las por meio do estudo da movimentação dos músculos da face. Foi então que no ano de 1978, criou o FACS - Facial Action Coding System, o mais revolucionário sistema de codificação facial da atualidade.

Em 2002, seu amigo, pesquisador do comportamento humano, Dr. Freitas-Magalhães, atualmente a maior autoridade no mundo em Leitura Facial das Emoções e Inteligência Facial ampliou e atualizou o FACS, apresentando novos códigos.

Com eu disse, atualmente é possível codificar cientificamente as emoções humanas, por meio da codificação cuidadosamente estudada no Laboratório de Expressão Facial da Emoção (FEELab), disponibilizando essa metodologia incrível ao alcance de todos, com aplicação prática em diversos cenários pessoais e profissionais.

PRECISÃO
Antes de conhecer os códigos da face humana eu já havia feito uma formação em leitura facial das emoções, no entanto, o método que aprendi não me fornecia a confiança necessária para poder afirmar categoricamente que determinada emoção estava presente em um discurso.

Foi somente após a minha formação em Neuro FACS  que pude constatar a precisão do método, dado que a subjetividade da avaliação foi drasticamente reduzida, crescendo de importância a identificação das unidades de ação, técnica à prova de falhas.

Nós estudamos …”a construção da expressão facial da emoção, e como a mesma se processa para ser exibida e partilhada…” Dr. Freitas-Magalhães

OS PIONEIROS NEURO FACS
Agora, todo esse estudo e metodologia está ao alcance das suas mãos. O Dr. Freitas-Magalhães acabou de nomear os primeiros instrutores Neuro FACS, autorizando-os a ministrarem cursos de formação, bem como treinamentos em Neuro FACS Aplicado a diversas áreas: pessoal, organizacional, educacional, forense, jurídica, clínica, segurança, vendas, liderança, negociação etc. 

O FOCO DO TREINAMENTO
Em que pese as múltiplas aplicações do Neuro FACS, a Zui Profile atua fortemente na necessidades de seis ramos de atividades:

  • Alta direção de empresas (Liderança);

  • Pessoal (Clínico e Coaching);

  • Médicos (Medicina Humanizada);

  • Profissionais de Recursos Humanos e entrevistadores em geral (Feedback, Seleção, Avaliação e Desenvolvimento de Pessoas);

  • Juízes, promotores e advogados (Detecção de Inconsistências, Negociação); e

  • Agentes de Segurança Pública e Privada (Investigação, Interrogatório, Detecção de Ameaças).

O QUE ACONTECEU COMIGO QUANDO EU CONHECI A METODOLOGIA
Durante anos de minha vida eu procurei métodos que me apontassem um caminho seguro nesse campo de atuação, particularmente para avaliação de pessoas, suas emoções e índice de integridade, mas eu sempre encontrei fragmentos desconectados uns dos outros. Quando eu acreditava que havia encontrado algo sólido, me deparava sempre com algum tipo de conflito metodológico. Então acabava voltado à estaca ZERO.

Quando fui apresentado aos códigos da face, por meio do Neuro FACS , consegui realizar o sonho de encontrar o que sempre busquei. Algo realmente científico que me forneceu a segurança necessária para tomar minhas decisões sem medo que minhas preferências e visões de mundo interferissem na minha avaliação. Consegui, pois, sair da subjetividade e tornar a minha análise algo extremamente técnico, utilizável é confiável.

A METODOLOGIA
A metodologia que vou utilizar no treinamento já foi validada com inúmeras pesquisas realizadas pelo Dr. Paul Ekman e seu seguidores, com mais de 40 anos de amadurecimento e aplicação comprovada em vários contextos, com exemplos no mundo inteiro, basta você pesquisar um pouco sobre isso na internet.

Em 2003, a metodologia foi ampliada e atualizada pelo Dr. Freitas-Magalhães, no Laboratório de Expressão Facial da Emoção (FEELab), com sede na Universidade do Porto, em Portugal, na qual sou membro efetivo e instrutor nomeado pelo conselho científico do F-M Group International.

Atualmente estão prototipadas 7 emoções básicas e suas variações, mas existe um campo aberto nessa nova ciência, com inúmeros cientistas sociais pesquisando emoções secundárias, como o orgulho, a culpa, a vergonha, o amor etc...

POSSIBILIDADE DE SE TORNAR UM PERITO
O que eu estou querendo dizer é que você terá em suas mãos tecnologia de ponta, podendo, inclusive, se tornar, caso deseje, um Neuro FACS Coder, basta apenas complementar a carga horária em curso de formação, realizar o Exame Final e ser aprovado. Essa é mais uma vantagem de fazer esse treinamento pioneiro. A carga horária desse curso conta para o curso de formação, se for do seu interesse.

[SAIBA +] SOBRE O  FACS

Extraído do Manual Neuro FACS, Dr. A. Freitas-Magalhães

“…O Professor Paul Ekman começou por estudar a voz e os gestos das mãos. Em 1965, alterou o seu rumo científico. Seguindo o testemunho de Darwin, Hjortsjö e Duchenne, entre outros, e até 1970, prosseguiu a sua viagem para comprovar se os gestos e a expressão facial mudavam com a cultura, como defendia Margaret Mead - as expressões e os gestos aprendem-se no contacto social. Darwin havia dito e escrito (“The Expression of the Emotions in Man and Animals”, 1872) o contrário: as expressões humanas são inatas e, portanto, universais.

Aos 30 anos, e suportado na fotografia, dispôs-se a decifrar o mistério. E então viajou pelo Chile, Argentina, Brasil, Japão e Estados Unidos e solicitou às pessoas que identificassem e reconhecessem as emoções exibidas nas imagens. Perante imagens idênticas, os japoneses e americanos moviam os mesmos músculos faciais. Os japoneses mascaravam mais com o sorriso situações desagradáveis.

Foi, então, até à Papua Nova Guiné. O propósito era o de comprovar, definitivamente, quem tinha razão: Mead ou Darwin.

Na civilização virgem, os habitantes nem sequer sabiam, por exemplo, o que era uma câmera fotográfica, não havia uma linguagem escrita que identificasse as emoções. Pediu para contarem histórias e registrava a expressão da sua face. E esta face expressava a emocionalidade das histórias.

Nos Estados Unidos, os estudantes do Professor Paul Ekman viram as imagens em bruto e não tiveram dificuldade em identificar as emoções exibidas pelos habitantes da Nova Guiné. Assim, o Professor Paul Ekman confirmava que Darwin tinha razão, e reforçava a sua teoria neurocultural das emoções.
As expressões de alegria, tristeza, cólera, surpresa, aversão, medo e desprezo são básicas e universais, independentemente do grupo cultural ao qual pertencem…”

…Os gestos, esses sim, são apreendidos...

...Em 1978, cria o Facial Action Coding System (FACS) - um sistema de codificação da atividade facial que permite medir, com todo o rigor científico, os movimentos musculares da face. E, assim, descobriu que a face pode gerar mais de dez mil expressões, e que é possível identificar e reconhecer vestígios para detectar a mentira, o que o levou, em 1985, a publicar o livro sobre a detecção de mentiras (“Telling Lies”), o qual, ainda hoje, é uma referência nuclear em diversos contextos, como, por exemplo, na perícia forense. O pressuposto é simples: se há diversas formas de expressão do conteúdo das emoções básicas, então há perfis de alterações psicofisiológicas.

James J. Newberry, agente da CIA, por exemplo, é um dos muitos que aplica o código do Professor Paul Ekman. A mentira não se dilata tipo “nariz de Pinóquio”. Uma pessoa inocente pode ter a mesma reação que um culpado. A má interpretação de uma emoção pode ser fatal ao juízo.

Não é fácil detectar a mentira. Tenho, aliás, sérias dúvidas sobre a profecia de Blaton quando advoga que todos seriam mais felizes se deixássemos de mentir. E nós não somos maus a detectar a mentira – nós não queremos é admitir a mentira. É preciso usar de todo o cuidado no exercício do vocabulário da face e conjugar, na perfeição, as notas da pauta facial universal.

A sua teoria sobre a expressão facial da emoção resulta – e foi posta à prova – do trabalho permanente, ao longo de 32 anos, como Professor de Psicologia no Departamento de Psiquiatria, da Faculdade de Medicina, da Universidade da Califórnia, em San Francisco, e no Human Interaction Lab, que fundou e onde estudou o comportamento de, por exemplo, esquizofrênicos e homicidas. E é, ainda, fundador (juntamente com o Professor Klaus Scherer) da International Society for research on Emotion (ISRE).

Atualmente, acompanha, com atenção redobrada, e no âmbito do programa norte-americano contra o terrorismo, o desenvolvimento do Screening Passenger by Observational Techniques (SPOT)…”

 

 

 

[SAIBA +] SOBRE O  NEURO FACS

Extraído do Manual Neuro FACS, Dr. A. Freitas-Magalhães

“…A abordagem da neurociência associada ao Facial Action Coding System (FACS) nunca fora feita.

Com o lançamento mundial do pioneiro F-M FACS 3.0, foi possível cartografar o mapa em três dimensões que se complementam: o cérebro, a face e a emoção. E daí nasceu o conceito NeuroFACS 3.0.

Sem prejuízo do desenvolvimento da teoria científica subjacente ao NeuroFACS 3.0 que consta do meu livro “A Neurociência da Face Humana” (volumes 1 e 2), e antes de apresentar, em pormenor, o F-M FACS 3.0, é importante cartografar o processamento cerebral da expressão facial da emoção, identificando e compreendendo as áreas e os neurotransmissores envolvidos (por exemplo, dopamina, serotonina, noradrenalina, glutamato, e gaba)..."

INSTRUTOR AUTORIZADO

Daltro Feil, MSc.

É Tenente-Coronel do Exército, graduado em Ciências Militares, pela Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e Mestre em Operações Militares.

É Filósofo; Administrador de Empresas; com formação psicanalítica e especialização em Filosofia Clínica e Psicopedagogia.

É certificado Neuro FACS Coder (Facial Action Coding System) pela maior autoridade no mundo em Codificação da Face Humana e Inteligência Facial, o Dr. Freitas-Magalhães, Portugal. É Membro do F-M Group International.

É Master Practitioner em Programação Neurolinguística - PNL.

Possui formação nas seguintes metodologias de análise comportamental: Análise do Discurso, DISC, PDA e Eneagrama da Personalidade.

É Master Trainer em Linguagem Não Verbal e Detecção de Mentiras, Madrid, Espanha.

É grafoanalista, com experiência em análise de perfil comportamental e Avaliação de Credibilidade. Co-autor de quatro ferramentas de assessment comportamental, o Leader Personal Behavior Analysis®, o Leader Mind Decipher®, o Emotional Intelligence Evidences® e o Metamatrix®.

Palestrante, treinado pelo renomado conferencista e escritor Roberto Shinyashiki, tem proferido palestras e treinamentos por mais de 20 anos.

É Fundador da Zui Profile, empresa gaúcha de formação de analistas comportamentais, pesquisa e produção de avaliações comportamentais (assessments).

Também é Diretor da UNICEAS-BRASIL - Universidade da Corporación Euro-Americana de Seguridad.

Outras Certificações:

CIEIE - Certificado Internacional de Especialista em Investigação Empresarial, Madrid, Espanha;

CPSI - Certificado Profesional de Seguridad Internacional, Madrid, Espanha;

CIPP - Certificado Internacional de Protección Personal, Madrid, Espanha;

CISI - Consultor Internacional em Segurança Integral, Gestão de Riscos e Prevenção de Perdas, Madrid, Espanha.

 

Captura de Tela 2019-09-30 às 18.32.23
Foto comDr. Freitas-Magalhães

AGENDA DE TREINAMENTOS

SÃO PAULO
16 e 17 de novembro

SÃO PAULO
23 e 24 de novembro

PORTO ALEGRE
9 de novembro